light.jpg 

“Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me.” Lucas 9.23

Será que estamos vivendo uma vida diária de renúncia e entrega ao Senhor? Será que estamos refletindo em nossas atitudes e estamos buscando todos os dias o aperfeiçoamento de Deus? Realmente queremos ser a imagem de Cristo aqui na terra? Estamos de fato carregando a nossa cruz e seguindo ao Senhor?

Hoje, vejo muitas pessoas preocupadas com uma imagem de cristão, aquela imagem bem marcada, para que de longe todas as pessoas possam vê-lo e se sentirem cada vez mais distantes de Deus, sabe por que? Porque, em primeiro lugar, muitas imagens passam um grande fardo ao próximo, passam uma característica como sendo crucial para seguir a Cristo e em segundo, as suas aparências exteriores não condizem com suas condutas diárias, com o seus caráteres.

Óbviamente, uma boa parcela da população é impelidade, quase que de imediato, a não aceitar a Cristo, por não crerem que suas vidas estão indo para o infermo, já que muitos “cristãos” se mostram com vidas tão ou mais miseráveis do que essas pessoas.

E agora? Ser cristão é ser crente? Ser cristão é ser diferente? Ser cristão é ter a mente de Cristo! É viver como Ele viveu! É ser íntegro e temente à Deus, é negar-se a si mesmo, ou seja, não fazer a própria vontade, mas a de Deus, é suportar as aflições, resistir as tentações, passar firme pelas provações!

Os fariseus eram um grupo religioso, ao qual, pensavam ser os mais santos e talvez, os únicos que iriam para o céu, pois, para eles, eles eram perfeitos em tudo, enquanto o restante do povo, eram miseráveis que se encaminhavam para o inferno, porém:

“Os fariseus, que eram avarentos, ouviam tudo isto e o ridicularizavam. Mas Jesus lhes disse: Vóis sois os que vos justificais a vós mesmos diante dos homens, mas Deus conhece o vosso coração; pois aquilo que é elevado entre homens é abominação diante de Deus.” Lucas 16.14-15

Bom, eu ia me deter explicando a vida que esses homens tinham, mas não vale a pena! Porque desejo falar um pouco sobre o caráter do verdadeiro cristão. O verdadeiro cristão tem características inconfundíveis, são elas chamadas FRUTO DO ESPÍRITO, vejamos então:

“Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito.” Gálatas 5.22-25

Quando andamos no Espírito, somos pessoas transformadas, não precisamos mostrar por aparência quem somos, nem apresentar credenciais, mas o nosso andar, o nosso dia-a-dia, irá nos mostrar quem somos, porque as nossas obras não serão da carne e sim do Espírito! Não precisamos nos justificar, pois é Deus quem nos justifica (Romanos 8.33)!

Devemos ser cristãos, porque amamos a Cristo e queremos viver como Ele viveu, obedecer ao que Ele nos pede e principal sendos seus amigos!

“Porque o que semeia para a sua própria carne da carne colherá corrupção; mas o que semeia para o Espírito do Espírito colherá vida eterna.” Gálatas 6.8

“Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo.” Gálatas 6.14

Na Paz de Nosso Glorioso Jesus Cristo,
Michelle